POLÍCIA MILITAR PRENDE SUSPEITOS DE CLONAGEM DE VEÍCULO EM CARMO DO PARANAÍBA

POLÍCIA MILITAR PRENDE SUSPEITOS DE CLONAGEM DE VEÍCULO EM CARMO DO PARANAÍBA

 

Na data de ontem (27) a sala de operações da Polícia Militar de Carmo do Paranaíba recebeu denúncia da proprietária da empresa “Almeida e Ribeiro Esqua Ltda” residente em Uberaba-MG dizendo estar recebendo algumas notificações de multas de infrações de trânsito em seu veículo Fiat/Strada de endereços de Carmo do Paranaíba, tendo indícios de clonagem e outro veículo com a mesma placa de identificação estar transitando nesta cidade. Após averiguações da denuncia foi constatado no sistema informatizado, que no dia seis de abril ocorreu um acidente com o veículo citado e prisão por crime no trânsito de Caio Alves da Silva Souza. Após coleta de informações a Polícia Militar passou a fazer rastreamento e conseguiu localizar o autor Caio Alves que declarou que o veículo estava em uma oficina para reparos mecânicos. Perguntado sobre o veículo ele disse que seu pai havia comprando-o de um individuo conhecido por “Vertinho” residente na cidade de Arapuá. Após contato com Everton Pereira de Souza(Vertinho), o mesmo compareceu voluntariamente a sede da 90ª. Cia de Polícia militar com sua advogada Natália Moreira Silva e declarou que comprou o veículo Fiat/Strada ano 2014 de um indivíduo conhecido por “André “pelo valor de R$ 10.000,00 para poder regularizar sua situação junto a financeira e que posteriormente repassou para o pai de Caio Alves que hoje se encontra no México pelo mesmo valor adquirido. Segundo Everton Pereira antes de comprar o veículo fez consulta a um despachante de Rio Paranaíba que alegou que o mesmo não tinha impedimento. Afirmou ainda que o indivíduo “André” no ato da venda do veículo entregou os documentos e que não sabe como ele conseguiu os mesmos. Foi verificado na delegacia de policia a consulta do número do lacre, placa de identificação que se encontra no veículo e constatado que ele pertence ao veículo Hyundai HB20 furtado na cidade de Uberlândia, bem como placa de identificação não constar o nome do fabricante, além de haver indícios de chassi adulterado. Diante dos fatos a Polícia Militar fez a apreensão do CRLV do veículo e os autores presos em flagrante delito sendo conduzidos de forma ilesos e demais providencias sendo tomadas pelas autoridades competentes. O veículo foi removido através de guincho credenciado pelo DETRAN para o pátio de veículos apreendidos conforme ficha de vistoria. Em tempo os representantes e advogados dos conduzidos relacionados na ocorrência acompanharam o registro do REDS, para posteriores defesas de seus clientes.

Fonte: Polícia Militar

Fotos: Júlio César Tô na Mídia